Amor à primeira vista. Assim foi quando chegamos despretensiosamente numa ruazinha de Gramado, nos deparamos com esse lugarzinho puro charme e, claro, não resistimos em entrar.

Sabe casa com cara de antiguinha, jeito de decorada pela vó, com muito amor nos detalhes? Assim é Josephina, que segundo os proprietários, leva esse nome (e pelo visto toda a inspiração do lugar) em homenagem à matriarca da família, avó deles.

Decorada com simplicidade e delicadeza, um certo toque retrô, detalhes que não passam despercebidos de jeito nenhum, com objetos herdados do bisavô inclusive,  a galera que toca o Josephina surpreende.

E esse lugar tem muito mais para revelar a cada conversa ou ambiente pelo qual passamos. Do aconchego das mesas, dos quadrinhos na parede, dos temperos artesanais para levar pra casa, da comida saborosa e confortável, do clima de casa cheia em final de semana e do atendimento impecável.

Dos jogos americanos floridos, dos vasinhos com gérberas, do banheiro rico em detalhes e das mesinhas na área externa, um convite para ganhar horas desfrutando desse aconchego.

Fora a decoração, as delícias e o atendimento, ainda há um detalhe que achei muito bacana e que valoriza o que esse pessoal faz e que indiretamente podemos colaborar quando estamos curtindo nossos momentos especiais por lá: alguns alimentos como as verduras e legumes, vem de uma comunidade onde os pais dos proprietários e alguns colaboradores fazem trabalhos terapêuticos para recuperação de dependentes químicos.

Agora idealizem: um lugar especial, com comidinhas especiais e ligado de verdade à um projeto social, é ou não pra se apaixonar e querer mudar pra Gramado só pra poder ir lá todo dia? Eu queria!

Ah, mais um detalhe… Junto do restaurante tem também uma espécie de mercearia, com compotas, temperos artesanais, molhos, especiarias e outras coisinhas pra gente trazer pra casa um pedacinho dos sabores que experimentamos por lá.

Já faz um tempo que estivemos no Josephina, eu não vejo a hora de “subir a serra” de novo e poder provar um risoto ou os doces deliciosos que eles servem!

Se vocês tiverem oportunidade, conheçam, tenho certeza que não irão se arrepender!

Fica a dica e as coordenadas:

Josephina Café e Restaurante

Rua Pedro Benetti, 22 – Centro, Gramado RS

Funciona de terça à domingo das 11:30 às 23h

Toda quarta: Noite do Risoto e Vinho

(54) 3286-9778

  Ei, curte aqui, vai! :(

Nine Copetti

Dizem por aí que já nasci com um livro embaixo do braço. Ando pelas ruas com o olhar pro alto a procurar nuvens que sejam algodão doce e passarinhos que versem sobre o dourado lindo do sol que chega de mansinho. Desanuvio meus pensamentos em palavras que se tornam meus textos de escape, faça sol ou chuva. Nos dias de chuva eu capricho mais. Dizem.

4 comentários

Carol Azeredo · 28 de dezembro de 2014 às 19:48

Que lugar mais fofo! Vou colocar no meu roteiro pra próxima vez que eu visitar gramado! Adorei o post, Nine ❤️

    Nine Copetti · 28 de dezembro de 2014 às 22:01

    Ah que bom Carol, vai sim! É um amor de lugar com um amor de atendimento e comida no melhor estilo confort food!
    Beijão! ❤️

Ana Paula · 19 de dezembro de 2014 às 23:09

Nine!
Consegui. Ou estava fazendo besteira ou o problema estava no meu iPad…
Mt legal esse restaurante em Gramado. Não gosto mt de decoracao cheia de frufrus, mas essa esta bem linda.
Ano passado quase passei 5 dias entre Natal e Ano Novo em Gramado, mas o preços dos hoteis estavam nas alturas e a cia aérea estava pedindo mts pontos de milhagem. Aí desistimos e fomos para Maceió, com passagem 100 por cento grátis, por bem menos pontos.
Mas um dia eu vou. Tenho muita vontade!
Bjss

    Nine Copetti · 27 de dezembro de 2014 às 22:12

    Ana! Que bom que conseguiu!
    Desculpe a demora em te responder, me distrai nessa função de Natal, preparando tudo pra conseguir ir pra casa dos meus pais no interior!
    Gramado é um destino que ficou turisticamente caro, muito comercial de uns tempos pra cá, focado mais no turismo do que nos próprios habitantes, infelizmente. Acaba que há abuso de preços, diárias surreais nas hospedagens e ingressos para parques e museus idem. Nessa época te confesso que não tenho coragem de ir, preferimos o início do inverno ou então a baixa temporada mesmo. Ah, a Páscoa ainda dá pra encarar, pra quem curte chocolates!
    Meu jeito preferido de visitar qualquer cidade da serra gaúcha é fazer bate e volta no sábado ou em um dia da semana, super tranquilo, pouca gente circulando, restaurantes tranquilos.
    Esse foi um achado nas últimas férias, ficamos hospedados em Canela, há uns 6km de Gramado, e íamos pra lá almoçar e bater perna, fazer comprinhas bobas (vinhos da região e chocolates e mimos das lojas de decoração) e foi em uma dessas batidas de perna que encontramos o Josephina!

    Venha, e quando vier me avise!

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *