Imagem: Carlos Lascano

Quantas vezes somos pegos por nós mesmos de mau humor, com aquela nuvenzinha negra sobre nossas cabeças, como se nada naquele dia fosse dar certo, tudo estivesse cinza e completamente sem graça? Parece que a única solução é torcer para que o dia acabe logo e quando amanhecer tudo tenha se resolvido e a nuvem, ido embora!

E quantas vezes a gente faz algo de fato para tentar transformar essa nuvem em uma chuva fresca ou fazer com que dela saiam alguns raios de sol? Feliz de quem consegue colorir seus dias mais cinzentos, né! É um exercício diário e devia ser quase uma rotina, acordar, sorrir e tentar colocar sorrisos nos rostos de quem cruzar nosso caminho. Não é fácil, mas acaba sendo divertido se a gente tiver um pouquinho só de paciência e criatividade.

Ontem, enquanto rolava despretensiosamente a barra lá no Facebook me deparei com uma publicação do CONTIoutra (um site recheado de reflexões sobre comportamento humano, recomendo muito), desse vídeo:

Lila é um short story cheio de poesia e encanto, meio à la Amelie Poulain, com cenas delicadas e que nos fazem pular para uma outra dimensão, viajar com a criatividade e com o olhar sonhador de uma menina que não se contenta com o lado cinza da vida.

No vídeo, uma linda produção que mistura a realidade com o desenho, dando vida aos traços no papel e outro sentido para as cenas do cotidiano. Pelo que andei pesquisando, esse curta é o último de uma trilogia chamada de A shadow of Blue, criada e produzida por Carlos Lascano, artista inquieto e com a criatividade borbulhante em todos os trabalhos que faz- tem mais dele aqui. Os trabalhos dele, incluindo esse, foram super premiados, não à toa, lindos de viver!

Por mais que sejamos imperfeitos, estejamos sempre em busca de algo inatingível, algumas vezes é bom acalmar a alma com algo mais doce e tirar uns minutinhos dos nossos dias para colorir a vida um pouquinho. Seja sentando em um café novo da cidade pra ler um trecho do nosso livro favorito, encontrar pessoas queridas, puxar conversa com alguém ao cruzar os caminhos em um parque (isso me lembra alguém no Snapchat hoje cedo), parar para olhar uma árvore florida ou um jardim, admirar a arte em algum muro, tentar entender as mensagens do mundo.

Precisamos resgatar o olhar infantil, inocente e doce de quando éramos crianças e colocar um pouco de açúcar todos os dias na nossa vida!

Espero que tenham gostado do vídeo, eu adorei!

Vou aproveitar e rever O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, quem mais?

Uma ótima semana pra vocês!

1 pessoinha leu, curtiu e recomenda esse post!

Nine Copetti

Dizem por aí que já nasci com um livro embaixo do braço. Ando pelas ruas com o olhar pro alto a procurar nuvens que sejam algodão doce e passarinhos que versem sobre o dourado lindo do sol que chega de mansinho. Desanuvio meus pensamentos em palavras que se tornam meus textos de escape, faça sol ou chuva. Nos dias de chuva eu capricho mais. Dizem.

5 comentários

Karla Keunecke · 19 de maio de 2015 às 00:05

Postei no face, mas quero registrar aqui.

Que coisa, mais linda, Nine…. que sensibilidade! És uma poeta, sabia? Adorei essa parte: “Por mais que sejamos imperfeitos, estejamos sempre em busca de algo inatingível, algumas vezes é bom acalmar a alma com algo mais doce e tirar uns minutinhos dos nossos dias para colorir a vida um pouquinho. Seja sentando em um café novo da cidade pra ler um trecho do nosso livro favorito, encontrar pessoas queridas, puxar conversa com alguém ao cruzar os caminhos em um parque (isso me lembra alguém no Snapchat hoje cedo), parar para olhar uma árvore florida ou um jardim, admirar a arte em algum muro, tentar entender as mensagens do mundo.” :)

Querida, parabéns por esta nova fase do blog, ele está lindo, sensível, suave, romântico e sonhador, como tu! O vídeo é lindo, o blog está incrível, refletindo o doce de pessoa que és.

beijinhos.

Com carinho,

Karla

    Nine Copetti · 19 de maio de 2015 às 10:59

    Sabe borboletas na barriga, assim fiquei com teu comentário, me encheu de alegria! A correria do dia a dia nos endurece o olhar sem que a gente perceba e é tão bom poder resgatar essa doçura! Feliz demais por conseguir resgatar tudo isso e receber esse carinho!
    Um beijo enorme, amiga! Que a gente siga com força e ternura em nossos blogs!

Inspiração do Dia | A Shadow of Blue – Desanuviamentos · 22 de março de 2017 às 22:36

[…] é mais um curta animado brilhantemente escrito e produzido pelo espanhol Carlos Lascano – Lila também é dele, lembram? – misturando diversos elementos de arte em 12 minutos, que […]

Inspiração do Dia | A Shadow of Blue · 26 de agosto de 2015 às 10:32

[…] é mais um curta animado brilhantemente escrito e produzido pelo espanhol Carlos Lascano – Lila também é dele, lembram? – misturando diversos elementos de arte em 12 minutos, que […]

O dia em que conheci Manoel de Barros · 13 de julho de 2015 às 20:43

[…] me deparo com esse vídeo compartilhado pelo site CONTIOutra, o mesmo que compartilhou o curta Lila, que postei tempos atrás pra vocês! E mais uma vez me encantei e não resisti em vir aqui […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *