Hoje comemora-se o Dia do Leitor! Uma data para comemorar a nossa paixão por livros e pelo hábito da leitura!

 

Então, pra aproveitar o “gancho” (nossa, isso é do tempo dos colégios, meu professor de história usava muito esse termo, haha) eu resolvi mostrar pra vocês alguns dos meus livros preferidos, aqueles que guardo na memória e pelos quais tenho um carinho imenso e um apego pelas histórias contadas neles!

{A menina que roubava livros} eu devorei em alguns dias, virou vício, me fez virar madrugadas na ânsia de conhecer o final da história… E quando acabei a leitura, ficou aquela sensação de que era preciso continuar, ou de que eu precisava ter vivido aquele momento, visto aquilo tudo de perto, enfim, eu queria mais histórias assim!

{As Memórias do Livro} é encantador, sensível, detalhista e profundo. Fala sobre o Manuscrito de Sarajevo, um documento raríssimo e muito rico em ilustrações, que sobreviveu ao tempo e as imposições judaicas da época em que foi escrito. A busca pelo mistério que envolve esse manuscrito e toda história que embala o romance me fez também desejar estar lá, junto com a restauradora Hanna. Vale demais a pena, as palavras desse livro ficaram guardadas na minha memória!

{Paris é uma Festa} Um dos romances escritos por Ernest Hemingway onde ele faz um passeio no tempo em que viveu em Paris, na década de 1920. Nos faz passear com ele e conhecer intimamente seus amigos, as pessoas e os lugares que fizeram parte da sua vida naquela época… Encantador esse livro!

{Aos meus amigos} Esse livro inspirou a minissérie Queridos Amigos, que passou na Globo alguns anos atrás. Amei as duas versões, mas o livro sempre prende mais por causa dos detalhes, né! É uma história que parte de um acontecimento triste (um suicídio) e levanta questões socias, transição de comportamento da sociedade, da retidão à liberdade. Conta com leveza, apesar do peso profundo de lidar com o fato do suicídio de uma pessoa querida, as insatisfações pessoais, o desconcerto, as brigas, as amizades de toda vida… um texto brilhante de Maria Adelaide Amaral, que me rendeu algumas lágrimas e muitas lições de vida!

{A elegância do ouriço} Comprei esse livro totalmente ao acaso, anos atrás, e li no mesmo dia. Uma agradável surpresa em uma história que revela o quanto somos preconceituosos em vários aspectos e o quanto ainda podemos nos surpreender com o que há por trás da singeleza, da sutileza, da simplicidade e da humildade. Um grande ensinamento. Eu sou apaixonada por romances filosóficos, e esse não deixou a desejar em nada.

{Maya} Mais um romance filosófico, direcionado ao público jovem, mas que me encanta (aliás, todos os livros do Gaarder – de O Mundo de Sofia – me apaixonam). É um livro repleto de enigmas que misturam história mundial com artes, com uma pitada de discussão sobre a origem e a evolução do universo. É instigante, engraçado, envolvente… e o final surpreende mesmo.

♥♥♥

Bem, foi uma listinha rápida dos meus favoritos do momento. Claro que tem muito mais, sou apaixonada por quase todos os meus livros, os que não me prendem, já trato de passar adiante, seja pelo Skoob ou doando pra quem tenha interesse.

Espero que vocês tenham curtido,  e me contem se já leram algum desses!!!

Beijinhos, uma ótima semana!!!

 

 

  Ei, curte aqui, vai! :(

Nine Copetti

Dizem por aí que já nasci com um livro embaixo do braço. Ando pelas ruas com o olhar pro alto a procurar nuvens que sejam algodão doce e passarinhos que versem sobre o dourado lindo do sol que chega de mansinho. Desanuvio meus pensamentos em palavras que se tornam meus textos de escape, faça sol ou chuva. Nos dias de chuva eu capricho mais. Dizem.

1 comentário

Dica de Livro | Casados com Paris · 11 de agosto de 2015 às 00:46

[…] Pra quem já assistiu {Meia Noite em Paris} ou leu {Paris é uma Festa}, vocês não fazem ideia do efeito que a leitura deste livro nos causa! Eu adorei e fiquei feliz […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *