DEVANEIOS

Amor Verdadeiro | Uma linda história

separator
Posted on / by Nine Copetti

Meninas, esse texto foi publicado dia desses no Facebook, não consegui compartilhar pelo aplicativo, e fiquei pensando nele o dia todo… Até que resolvi fazer uma busca com as palavras que me lembrava e encontrei na internet, nesses sites de mensagens…

Aqui está, queria dividir com vocês:

Imagem: via Google Imagens

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento. Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter à triste monotonia do matrimônio. 

O mestre disse que respeitava sua opinião, mas lhes contou a seguinte história: 

“Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã minha mãe descia as escadas para preparar o café e sofreu um enfarto. Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e quase se arrastando a levou até à caminhonete. 

Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta. Durante o velório, meu pai não falou. Ficava o tempo todo olhando para o nada. Quase não chorou. Eu e Seus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados. 

Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo, passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção: “- Meus filhos, foram 55 bons anos… Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem ideia do que é compartilhar a vida com alguém por tanto tempo.” Fez uma pausa, enxugou as lágrimas e continuou: 

“- Ela e eu estivemos juntos em muitas crises. Mudei de emprego, renovamos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos concluírem a faculdade, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam. Oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, trocamos abraços em cada Natal, e perdoamos nossos erros… 

Filhos, agora ela se foi e estou contente. E vocês sabem por que? Porque ela se foi antes de mim e não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida. Sou eu que vou passar por essa situação, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim… ” 

Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e ele nos consolava, dizendo: “Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa.” E, por fim, o professor concluiu: Naquele dia entendi o que é o verdadeiro amor. Está muito além do romantismo,e não tem muito a ver com o erotismo, mas se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas. 

Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar. Pois esse tipo de amor era algo que não conheciam. O verdadeiro amor se revela nos pequenos gestos, no dia-a-dia e por todos os dias. O verdadeiro amor não é egoísta, não é presunçoso, nem alimenta o desejo de posse sobre a pessoa amada.

“Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado com certeza chegará mais longe…”

Incrível como ainda existem pessoas que não acreditam no amor, que não vivem o amor como algo que vem completar a nossa vida! Não apenas nos completar, não tornar as coisas perfeitas, mas sim mais fáceis de serem vividas… Casamento é uma instituição, dizem alguns, mas união é mais que isso, é companheirismo, é conhecer cada defeitinho do outro e admirá-lo por isso, é reconhecer no brilho dos olhos que o amor ainda está ali, mesmo depois de tantos anos!

Acho que o amor é muito superior a qualquer outro sentimento, mesmo assim acredito verdadeiramente que ele deve andar sempre lado a lado com a confiança, o respeito, a resiliência, o doar um pouquinho de si a cada dia sem perder sua essência… o saber conviver cada qual ao seu jeito, mas perfeitos quando juntinhos!

Pra mim o amor não deve ser resumido jamais, mas se fosse preciso descrevê-lo de alguma forma, seria com essas palavras acima! Depois de muitos amores passageiros de adolescência, alguns platônicos, outros que nem chegaram a ser amor e com 10 anos de casada, posso dizer: a melhor forma de um casal viver o amor é deixando o egoísmo e o orgulho de lado, é ceder gotinhas de ternura, de doçura a cada dia, e talvez calando no calor de uma discussão, falando quando tudo está sereno… E saber compartilhar momentos, juntos ou separados, para que juntos sejam um e também cada um, na sua individualidade!

Claro que amor é assunto que rende. Rende poesia, prosa, verso, conversa, manuscritos, compêndios, estudos científicos, monografias… rende uma vida inteira ao lado de alguém especial! Hoje posso dizer isso tudo com conhecimento de causa, e muito feliz por ter encontrado a medida exata do amor! (amém)

Imagem: via Google Imagens

Espero que tenham gostado do texto, adoro esses achados, embora nem saiba a fonte – e se alguém souber, me avise – acho que pode render uma belíssima reflexão!

Um beijo grande,

5 pessoinhas leram, curtiram e recomendam este post!

6 Comments

  • Margarida Maria
    2 de dezembro de 2016

    Que texto lindo ! Além de bonito ele nos leva a refletir a nossa experiência de amor. Estou casada há 46 anos e já vivi momentos de grande angústia por causa da saúde do meu marido, quando tínhamos somente 9 anos de casados. Hoje as coisas caminham com mais tranquilidade. Muitas vezes pego-me pensando na nossa partida. Qual irá primeiro, e fico aflita pensando no quanto ele se esforça para,dentro das possibilidades dele demonstrar-me amor, um amor, que como ele diz nasceu aos 13 anos dele e 7 meu.Eu, não o conhecia daquele tempo , mas ele diz que sempre me via passar a caminho da escola. Quando completei 14 anos ,ele pediu-me em namoro para o meu pai, o que foi aceito e namoramos por 6 meses e eu terminei.Reatamos 6 anos depois e nos casamos dentro de 2 anos. Pela maneira que ele se aproximou de mim e pelo rumo da história que vivemos , sei que será uma enorme dor para quem ficar.. Enquanto isso vamos vivendo a nossa história com todas as nuances que a vida oferece àqueles que aceitam acolher o amor.

    Reply
    • Nine Copetti
      3 de dezembro de 2016

      Margarida, que linda história de amor. Eu acredito muito nisso, em acolher e viver o amor da melhor forma possível. A gente sabe que não teremos a perfeição o tempo todo, mas podemos amar da melhor forma e cuidar sempre um do outro para que nenhum obstáculo seja o bastante para nos derrubar. O amor é maior que tudo! Muito obrigada pelo teu comentário, fez mais feliz meu dia. Um beijo enorme!

      Reply
  • Deborah
    6 de novembro de 2014

    Ai lindo esse texto. Eu tinha um amor assim me sentia a pessoa mas feliz e completa do mundo . Infelizmente nos separamos sofri bastante mas sempre acreditei e acredito que tudo é um plano de Deus e ele sabe de todas as coisas se forda vontade dele sei que nos encontraremos novamentee mas maduros e com mais certeza do que queremos. Ficamos casados por 5 anos e temos dois filhos lindos e agradeço a Deus todos os dias por esse maravilhoso presente. Parabens a vcs por terem um amoor verdadeiro e como conselho digo que vivam intensamente cada segundo de tudo e dêm sempre o seu melhor mas sem nunca esperar algo em troca . Que Deus abençoe vcs lindas bjoos

    Reply
    • Nine Copetti
      7 de novembro de 2014

      Que comentário lindo, Deborah! Muito obrigada!
      Eu acredito que tudo esteja escrito e determinado para nós!

      Continue acreditando.
      Beijo grande!

      Reply
  • Karla Keunecke
    29 de Janeiro de 2013

    Nossa, amiga, que texto mais perfeito… fiquei feliz em ler hoje…. exatamente como penso…. que bom que encontramos o amor… agradeço a Deus por isso! Ainda mais depois de ler aquele texto do Carpinejar sobre paixão… o amor é tão diferente da paixão…. amor é paz…. teu post diz tudo!!

    Um beijo e obrigada pela linda mensagem!

    Reply
    • Nine Copetti
      30 de Janeiro de 2013

      Sim, esse texto é lindo! Acho que mais que tudo, precisamos é de amor! Em todos os sentidos… E se tivermos o amor de alguém que vai nos acompanhar por toda vida, uma benção!
      Fico feliz que pense assim também!!! Como já disse antes, que Deus conserve nossos amores sempre!
      Um beijo grande!

      Reply

Leave a Reply